Header Ads

Vitória confirma contratação do meia-atacante Danilinho


Pela 26ª vez na temporada, o Vitória preparou uma entrevista coletiva para anunciar um jogador. O nome da vez é o do atacante Danilinho, apresentado como novo reforço do Leão na tarde desta terça-feira. Em Salvador desde a semana passada, o jogador, que estava sem clube, teve a contratação confirmada na segunda e assinou contrato até o fim deste ano.

No início do ano, logo após o período da pré-temporada, Danilinho sofreu uma lesão na coxa direita e perdeu espaço no Fluminense. O jogador teve contrato rescindido com o clube carioca em março e não chegou a ser relacionado para nenhuma partida da temporada. A última vez em que ele esteve em campo foi na penúltima rodada do Brasileirão de 2016. Questionado sobre o condicionamento físico, o meia disse estar 60% pronto e projetou estrear em uma semana e meia.

- Eu vinha fazendo um trabalho à parte, mas eu estou fazendo duas sessões por dia de trabalho físico. Espero que, em uma semana e meia, eu já possa estar à disposição do treinador. Ainda não estou pronto para jogar. Não adianta dar um passo maior que a perna. Vim para ajudar meus companheiros, não atrapalhar. Hoje estou em 60% - contou.

Danilinho também foi questionado sobre problemas extracampo que teve de enfrentar nos últimos anos, como uma acusação de estupro em 2013, quando estava no México. O jogador disse ter a consciência tranquila e garantiu que a torcida do Vitória poderá cobrar, também, pela conduta fora das quatro linhas.

- Olha, todo mundo pode acusar. Hoje não é dia de me defender deles. Cada um julga quem quiser julgar. Minha consciência está limpa. O que eu deixo bem claro é que a torcida pode me cobrar o extracampo também. Mas o passado é passado, e eu vim para jogar agora - afirmou.

No Vitória, Danilinho reencontra Alexandre Gallo e Petkovic, profissionais com quem já trabalhou na carreira. Mesmo que por um curto período de tempo, os três estiveram juntos no Atlético-MG, em 2008. Antes disso, o meia já havia sido comandado por Gallo em 2005, quando estava no Santos.

- Foi um mês só que jogamos juntos [Petkovic]. Mas é uma grande pessoa e um grande jogador. Nossa amizade é muito boa, mas, depois de 2008, a gente não conversou mais. Estou muito feliz dele me dar essa oportunidade. Trabalhei com o Gallo em 2005. Trabalhei com ele no Santos. Em 2008, no Atlético-MG, foi pouco tempo, só um jogo. É um grande treinador, tenho certeza que ele vai fazer de tudo para tirar o time dessa situação ruim – lembrou o jogador.

Ainda sem Danilinho, o Vitória volta a campo na quarta-feira, quando recebe o Grêmio, no Barradão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida está marcada para as 19h30 (horário de Brasília). Com 12 pontos conquistados, o Leão ocupa a penúltima posição na tabela e segue na luta para deixar a zona de rebaixamento.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.