Header Ads

Alexi detona Sinval, Ivã e diretoria do Vitória

Distante do Vitória desde que deixou a presidência, Alexi Portela resolveu mergulhar de cabeça na luta para destituir a atual diretoria do clube. Em entrevista à Equipe dos Galáticos, na noite desta segunda-feira (24), o dirigente revelou que a situação caótica que se encontra o Rubro-negro o fez tomar a atitude.

"Estou muito preocupado. Nunca vi o Vitória na situação que se encontra hoje. Foi um estelionato eleitoral o que fizeram com o Vitória. Não conheço na história do Vitória um presidente que tenha recebido o clube com R$ 40 milhões em caixa. Acho muito difícil o Vitória escapar da Série B. Deus queira que consiga, mas acho muito difícil. E o que me deixa preocupado é que a partir de 2019, se não estiver na Série A vai receber o mesmo de cota que recebe hoje um Sampaio Corrêa, R$ 9 milhões. Um clube com a estrutura do Vitória não sobrevive com R$ 9 milhões. Vai acabar indo para a Série C", disse.

Indignado, o atual presidente da Liga do Nordeste não poupou críticas aos que considera responsáveis pela crise instalada no clube. Um dos atingidos pela ira do ex-mandatário foi o ex-diretor de futebol Sinval Vieira. "Trazer seu Cleiton Xavier? Meu Deus. Esse jogador estava na minha mão com o Palmeiras pagando metade. Um diretor de futebol que estava há dez anos fora do mercado e fica dizendo que fez por amor. Incompetente. Eu tirei em 2006 por incompetência. Encontrei com Paulinho (Paulo Catharino), que é uma boa pessoa e falei isso, há muito tempo. O Vitória nunca tinha montado um elenco tão ruim em janeiro. E ainda é o elenco mais caro da história do clube. O time do Vitória é péssimo, horrível, um time velho. Muito me admira a pessoa (Sinval) ir para a rádio tentar se sair de vítima. Pelo amor de Deus. É triste. Ele não foi para lá de graça, recebeu salário. Na minha época recebeu salário também. Ele é incompetente", afirmou.

Portela também acusou a Chapa Vitória do Torcedor de ter feito o Leão de cabide de emprego. "O marketing tem outro incompetente à frente. Nem lembro o nome dele (Armando Libório). Trabalhava com Moema Gramacho, no PT. Um tal de Vasconcelos (Augusto), que foi assumir o jurídico e não podia, pois é funcionário da Caixa. Foi para a Suíça às custas do clube. É gente que tem dentro do Vitória que eu nunca vi na vida. Isso é um absurdo. Me inventaram até cargo de diretor de suprimentos para outro aí. Veja o tamanho do absurdo. Acabaram com o clube. Se não unir todo mundo agora e fazer eleição direta, o Vitória vai para Série C. Entregaram o Sou Mais Vitória a uma empresa pagando 20% líquido do valor arrecadado. Contrataram um rapaz que ganha R$ 5 mil por mês no marketing para procurar patrocínio. Colocaram todos os vigilantes para fora para contratar uma empresa terceirizada. É um absurdo o que acontece no Vitória hoje. Destruíram o clube. Estou indignado. Sr. Claudio Melo, funcionário da Fundação, contrataram como engenheiro do Vitória. O outro me inventaram um cargo de diretor de suprimentos para ganhar dinheiro no Vitória. Que absurdo é esse? O diretor de futebol era funcionário da Sudesb ao mesmo tempo que no Vitória. Não é possível isso. Ou ele enrolava na Sudesb, ou enrolava no Vitória. Será que o governador sabia disso? Será que ele sabia que estava pagando a um funcionário que estava na diretoria do Vitória. Os dois maiores culpados de tudo que estão acontecendo hoje aí são o presidente e o Sr. Sinval Vieira. Os outros que continuaram aí estão na boquinha, por isso não querem largar. O Walter Tannus, presidente do Conselho Fiscal, me disse que o dinheiro que tem aí acaba no final do ano. Não terá mais nada".

Alexi também lembrou que a atual diretoria perseguiu Carlos Falcão, há alguns anos, quando presidia o clube e acabou renunciando. "Falam de Falcão. Falcão não deu sorte na bola, deu azar no futebol. Mas, financeiramente e administrativamente não onerou o clube em nada, manteve foi equilibrado. Manoel Matos e Raimundo Viana não oneraram em nada, deixaram foi dinheiro aí. Ai me vem esse pessoal aí e destrói o clube. Estou emocionado. Não tenho conseguido dormir Minha diretoria arrumou o clube, fizemos um trabalho sério, pessoas sérias como Falcão, Beto Silveira, Pedro Amâncio, Epifânio Carneiro. Tivemos muito trabalho para arrumar esse clube e eles estão destruindo tudo. Eu não gosto de me vangloriar de nada, mas banquei o Vitória durante um ano, do meu bolso, quando assumi. Quando eu caí em 2010, recebi a ligação de um diretor da Globo. Ele me perguntou quanto eu perderia de dinheiro com o rebaixamento. Eu respondi R$ 8 milhões. No outro dia ele depositou na conta do clube. Sabe porque isso? porque tínhamos prestígio. Esses que estão aí foram na CBF querer falar mal de mim ao presidente (Marco Polo Del Nero) e a outros diretores. Sabe o que eles ouviram? Aqui não, Alexi é um amigo da casa".

Polêmico, Portela ainda cobrou eleições diretas e afirmou que Agenor Gordilho não conseguirá salvar o Vitória. "Tem que reunir todo mundo, todos que gostam do Vitória e convocar novas eleições. E não é só para presidente. É eleições gerais. Eles não falam que lutaram tanto por eleições diretas? Chegou a hora de aceitarem eleições diretas já. Agenor Gordilho é um pobre coitado, não tem condições de comandar o Vitória".

Questionado sobre uma possível proximidade com o também ex-presidente Paulo Carneiro, após terem sido vistos juntos em um almoço, o dirigente negou e afirmou que apenas tem o mesmo objetivo do adversário, destituir a atual diretoria. "Toda sexta-feira eu almoço na Casa do Comércio. Estava almoçando com meu filho e Ricardo Nery. Ademar me ligou e me chamou. Ele (PC) estava lá. Eu conversei com todos em busca de ajudar o Vitória. Nem almocei com eles".

Sem mistério, ele revelou o nome que acredita ser o ideal para resgatar o Rubro-negro. "Hoje, penso em Ademar (Lemos, ex-presidente). Acho que ele precisar voltar. Ele teria todo meu apoio. Hoje, não vejo outra pessoa para esse momento".

Por fim, Alexi Portela opinou sobre os nomes cotados para o cargo de técnico em substituição a Alexandre Gallo. "Não conheço um treinador que tenha o conhecimento técnico do Paulo César Carpegiani. O problema dele é que tem um QI tão alto que às vezes o jogador não entende o que ele quer e acaba dando briga. Ele é um técnico que não costuma ter o grupo nas mãos, mas tecnicamente ele tira leite de pedra. O Vagner Mancini é um bom técnico, mas não sei se, hoje, se eu estivesse lá, contrataria ele", encerrou.

Galaticos

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.