Header Ads

Vitória aprovam mudanças no estatuto, e clube terá eleição direta

Em Assembleia Geral Extraordinária realizada na manhã deste domingo, no Barradão, os sócios do Vitória aprovaram a proposta de alteração no estatuto do clube. Com isso, um dos desejos da torcida rubro-negra irá se concretizar. Entre as alterações prevista no novo estatuto está a implantação das eleições diretas no clube. O Conselho Deliberativo já havia aprovado a minuta do estatuto na última terça-feira.



A mudança do estatuto teve apenas um voto desfavorável. Segundo o presidente da Comissão de Reforma, Antônio Carlos Menezes, o estatuto entra em vigor a partir de agora, restando apenas o registro em cartório para que se torne oficial. 

- Agora a gente começa uma nova etapa na vida do Vitória. Democracia implantada, vamos nos preparar para as primeiras eleições neste novo modelo que acontecerão daqui a dois anos, e, pouco a pouco, ir aperfeiçoando. O projeto que foi apresentado ainda não é o ideal, a gente sabe, mas vamos caminhando até atingir o melhor ponto desejado pela torcida - afirmou Menezes ao site oficial do Vitória. 

As eleições diretas eram um desejo da nova gestão do Vitória, eleita no final de 2016. Após a votação deste domingo, o presidente do clube, Ivã de Almeida, comentou sobre as mudanças no clube.

- Foi um momento construído de forma paulatina e de forma que foi aberto, onde todos pudessem dar suas opiniões. Eu não tenho dúvida que todos aqui estão compreendendo o que nós estamos fazendo. Essa juventude que hoje está aí, que faz parte desta gestão, hoje tem a consciência que vai crescer dentro do procedimento, em que vai precisar também da experiência dos mais antigos, dos ex-presidentes, de todos. Nós não podemos abrir mão de ninguém - disse Ivã de Almeida ao site oficial do clube. 

Além da eleição direta, o projeto também prevê que o pleito, que acontecia no mês de dezembro, será antecipado para setembro. O Conselho Deliberativo, por sua vez, será formado pela proporcionalidade da votação das chapas que forem inscritas. Em caso de mais de duas chapas concorrerem na eleição, será considerada vencedora aquela que obtiver mais de 50% dos votos válidos. Caso nenhum grupo atinja o índice, será realizado um segundo turno, com os dois candidatos mais votados.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.