Header Ads

Paulo Carneiro revela que não se candidatará à presidência do Vitória em 2013

É com o coração aberto, sem mágoas nem vaidades, que informo a todos que não irei concorrer ao cargo de presidente do Vitória nas eleições deste ano. Para esta decisão não há volta, muito menos haverá arrependimentos.

Nos 16 anos em que comandei o processo de reconstrução do Vitória, doei minha vida por um ideal. Abandonei uma promissora e emergente carreira na área industrial como engenheiro para realizar um sonho de infância, arrastado pela grande paixão de vida do meu saudoso pai. Ganhamos muitos títulos nacionais e internacionais, a maioria da história do clube.

Construímos, praticamente, toda a sua infraestrutura patrimonial. Profissionalizamos o clube em todos os seus departamentos. Viabilizamos financeiramente e internacionalizamos sua marca quando implantamos a melhor Divisão de Base do Brasil e uma das melhores do mundo. Começamos uma linda história para contar aos nossos filhos, netos e às gerações de rubro-negros forjadas durante os anos de hegemonia e títulos em que estivemos a frente da instituição. Mas nosso maior legado foi elevar sua torcida, envelhecida por décadas de estagnação administrativa, para uma das maiores torcidas do país, saindo de ínfimos 11% para 41% da torcida no Estado. Também adquiri muitas amizades e alguns inimigos, é verdade. Mas, como é na vida, tudo é passageiro.

Nos últimos meses, por sonhar em ver um Vitória melhor, alimentei o desejo de grande parte da torcida que ainda pede a minha volta, mas entendi que, de fato, já dei a minha parcela de contribuição. Agora é a hora de gente nova assumir as rédeas deste clube centenário, que desde a minha chegada, já não é mais uma reunião de amigos aristocratas dos bairros nobres de Salvador.

Hoje somos mais de 2,5 milhões de torcedores em todo o país. Porém, a atual direção voltou a administrar o Vitória como um clube amador. Essa turma, formada por pessoas despreparadas, invejosas, ingratas e muito, mas muito vaidosas, têm uma capacidade fenomenal para destruir riquezas e mentir, desavergonhadamente, sobre a atual situação do clube, que é extremamente preocupante. Sua decantada "política de pés no chão" é uma falácia. Gastam muito e gastam mal, não prestam contas e escondem informações de alta relevância para o futuro do clube.

Essa gente não mede esforços para me atacar covardemente. Fazem campanhas contra o meu nome, mas não podem mentir diante dos fatos. Durante os meus mandatos como presidente, revelei grandes talentos, estruturei o clube por completo, contratei alguns dos maiores jogadores da nossa história e ganhei a maioria dos títulos, cumprindo rigorosamente o que manda nossos Estatutos do clube, de 91 a 2000 e da S/A de 2000 a 2005. Fiz do Barradão nosso maior centro avante enfrentando todo o tipo de oposição inclusive de órgãos governamentais e da própria mídia da época.

Para finalizar, digo a todos que, em paralelo com as atividades de minha empresa, ainda continuo trabalhando com o futebol, que é uma paixão. Também afirmo que continuarei torcendo pelo Vitória, que é o clube que amo. Não me afastarei das discussões em nenhum momento, pois entendo que o papel de torcedor é este, e farei questão de cumpri-lo diariamente. Estarei à disposição para passar toda a experiência que acumulei durante anos, dentro e fora de campo, para o grupo que irá recolocar o Vitória nos trilhos do sucesso novamente!

Eleições 2013

Quero esclarecer, em definitivo, que apoiarei a "Chapa Vitória Século 21", formada por pessoas sérias e comprometida com um projeto de crescimento continuado para o clube. Gente nova que, há muito tempo, tem estudado o mercado da bola e os cases de sucesso em todo o mundo, liderada pelo meu amigo e Conselheiro Petter Silva.
 
 Conheço as pessoas que estão à frente deste projeto. Compartilho da mesma ideia do grupo. Percebi em cada um a vontade e, principalmente, a capacidade de dar o salto definitivo para colocar o nosso clube entre os melhores do Brasil.

Espero e torço muito para que eles tenham sucesso e que a torcida entenda a mensagem dessa nova turma. Como Conselheiro Nato do clube e líder do processo que reconstruiu o Vitória, vai aqui o meu pedido a todos os rubro-negros que sonham com um clube gigante, como sempre sonhei, para também apoiarem a chapa "Vitória Século 21" sob a jovem liderança do amigo Petter Silva, nosso futuro Presidente.

Um forte abraço!

Por: Paulo Carneiro
 
Por:  http://www.ecvitorianoticias.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.